BEM VINDO!

Caro Visitante:
Obrigado por acessar esta página.
O objetivo principal deste espaço é o de relatar experiências de sucesso totalmente vinculadas à Lei Universal da Atração, com a finalidade de edificar e incentivar a observância consciente de seus princípios.

segunda-feira, 9 de março de 2009

Não devemos nos preocupar com o "como"!

Por Wagner Woelke

Outra estorinha boa para quem gosta de imaginar como a lei da atração vai agir. É mais ou menos assim:
O cumpadi Severino era crente no Senhor, homem de fé, homem de oração, convertido até o último fio de cabelo.
Anunciava sua crença no Senhor a todos, em alta voz, a todo momento, não havia ninguém que não soubesse de sua fé no Senhor.
Bem, houve um dia em que, devido a uma grande chuva, estava ocorrendo uma enchente jamais vista na cidade do Severino. Seu bairro foi um dos mais atingidos, e seus moradores tiveram que subir aos telhados das casas, inclusive o Severino. Severino imediatamente orou, e pediu ajuda ao Senhor, para que nada lhe acontecesse.
Alguns moradores mais descolados, saíram a nado, enquanto o socorro não vinha, e chamaram ao bom e velho Severino: "Vamos, a gente chega alí no pé do morro a nado, vem que dá!"
Severino pensou, pensou, e respondeu:
"Vô não, meu Senhor não vai me deixar morrer, ele vai vir me salvar!" E toca a orar pedindo para o Senhor ir lá salvá-lo.
As águas subindo.
Um amigo, morador do bairro, possuidor de um bote, saiu a buscar pessoas nos telhados. Chegou pro Severino: "Cumpadi, vamo, sobe aqui, tem lugar, eu te levo lá pro pé do morro!"
O Severino:
"Vô não, meu Senhor não vai de deixar morrer, ele vai vir me salvar!" E toca a continuar a orar, pedindo para o Senhor ir lá salvá-lo.
As águas subindo mais e mais.
Defesa civil, bombeiros acionados, passaram os moradores que não tinham saido ainda a serem retirados pelas canoas dos bombeiros. Chegaram no telhado da casa do Severino, e o convidaram: "Venha, meu senhor, vamos levá-lo para lugar seguro, venha!"
O Severino:
"Vô não, meu Senhor não vai me deixar morrer, ele vai vir me salvar!" E toca a continuar a orar, pedindo para o Senhor ir lá salvá-lo.
Não adiantou a insistência dos bravos homens do socorro, o Severino não foi. Os homens foram para as outras casas retirar outros moradores que precisavam de socorro.
As águas subindo mais, a força das correntes que se formaram não permitiam mais o uso de botes para socorro, e as águas já tocavam os pés do bravo Severino, sobre o telhado de sua casa, a qual nem mais se via.
A defesa civil mandou um helicóptero para buscar o Severino, parou em cima dêle, jogaram a bóia, a corda, colête salva-vidas, tudo o que tinha direito, e gritaram pelo megafone:"Pega a corda, pega a corda! Agarre a bóia, Agarre a bóia! Ponha o colete salva vidas, o colete!"
O Severino berrou de volta:
Ponho não, meu Senhor não vai me deixar morrer, ele vai vir me salvar! E toca a orar, pedindo para o Senhor ir lá salvá-lo.
Bem, a água subiu mais, o Severino não consegui se sustentar em pé em meio à correnteza que se formou, caiu na água, e sumiu, submerso.
Morreu.
Quando chegou no céu, foi recebido por todos de braços abertos, e foi de encontro ao Senhor, que o recebeu com um forte abraço e incontida alegria. Severino retribuiu ao abraço, meio sem graça, meio chateado.
O Senhor lhe perguntou o por que da falta de alegria.
O Severino respondeu:
"É Senhor, na verdade tô muito feliz de estar aqui, na Sua presença, é tudo muito bonito, mesmo, mas é que..."
Parou.
O Senhor insistiu: "Diga ómi, por que está assim, tão avexado?"
Severino:
"É que é o seguinte, eu tinha tanta fé que o meu Senhor não ia me deixar morrer, e ia me salvar, e eu orei tanto, no meio daquela água toda, e no fim o Senhor não atendeu às minhas orações, acabei morrendo, chato né? Não entendi direito isso, não"
O Senhor:
"Mas como não atendi às suas orações? Tá bulino comigo? Atendi, sim, imediatamente: mandei socorro, mandei pessoas para te buscar, mandei barcos, até helicóptero, Severino, eu mandei lá para te buscar, mas você dispensou todos eles!"

N.do E.: À vezes, a pessoa está tão fixada no "como" a coisa vai se realizar, que as condições para ela se realizar se apresentam várias e várias vezes, de várias formas, e ela não percebe.

2 comentários:

Garota Ariana disse...

noooooossa,essa foi TOCANTE!
Eu esperava por um desfecho diferente,me surpreendeu,a mensagem realmente é clara e veridica,sem tirar nem pôr!!!
Parabéns por nos dar a oportunidade de crescer!
Abraços!

Anônimo disse...

Cara Garota Ariana, boa tarde!
Obrigado pela participação e comentários
Abraços
Wagner Woelke